PALMAS

POLÍTICA

Advogada Delícia Feitosa é empossada como juíza membro da Corte do TRE-TO

Publicado em

POLÍTICA


Em sessão solene realizada na tarde desta sexta-feira (15/10) o presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO), desembargador Helvécio de Brito Maia Neto, empossou a advogada Delícia Feitosa Ferreira Sudbrack como Juíza Membro Titular da Corte do Eleitoral, Classe dos Juristas. A cerimônia foi realizada por videoconferência, com participação remota dos membros da Corte e autoridades. 

Ao empossar a nova integrante da Corte, o presidente desejou boas-vindas à Juíza Delícia Feitosa e reforçou que ao longo dos próximos dois anos (biênio 2021-2023) a juíza muito irá contribuir com os debates e discussões no âmbito da Justiça Eleitoral do Tocantins. 

Em nome da Corte, a saudação à empossada foi feita pelo vice-presidente e corregedor, desembargador Eurípedes Lamounier, que apresentou um resumo curricular da nova juíza. “Vossa Excelência tem muita experiência jurídica e experiência de vida, o que certamente engrandecerá e elevará o nível dos debates jurídicos travados nos processos judiciais eleitorais. Seja bem-vinda a esta Corte e saiba que o TRE do Tocantins é um Tribunal coeso, harmônico, alinhado com a jurisprudência do Tribunal Superior Eleitoral e conta com um corpo de servidores comprometidos e estudiosos; por isso, tenho certeza que prestará um excelente serviço à sociedade”, disse Lamounier.

Em seu pronunciamento, a Doutora Delícia Feitosa falou da alegria e honra em integrar a Corte Eleitoral. “Estou lisonjeada em dividir esse plenário com Vossas Excelências. Sinto gratidão pela confiança que me foi dada  e tenho consciência do trabalho a ser prestado em prol do nosso Estado e da nossa sociedade. Minha responsabilidade como cidadã e jurista neste Tribunal aumentou ainda mais, visto que hoje faço parte do seleto grupo guardião da democracia do nosso país”, afirmou. 

Ainda durante a cerimônia de posse a juíza ressaltou a importância das ações desenvolvidas pelo Regional na educação política da sociedade; assim como destacou a problemática de gênero e a necessidade de incentivo à participação feminina na política e ocupação nos espaços de poder. “Verdade que na política atual adotada já se avançou, e a minha presença aqui é prova disso, mas essa representatividade precisa ser algo maior e, sem dúvida, a solução passa pela inclusão da mulher na sociedade, na política e em todos os espaços de poder desse país em respeito a paridade de gênero e a igualdade garantidos constitucionalmente”, frisou. 

Presenças

Leia Também:  Saúde é o maior problema segundo entrevistados

Além do presidente, do corregedor e da empossada, compuseram a mesa de honra virtual a Ouvidora Eleitoral do TRE-TO, juíza Ana Paula Brandão Brasil; os juízes membros José Márcio da Silveira, José Maria Lima e Antônio Paim Bróglio; o procurador eleitoral João Gustavo Seixas; o diretor-geral José Machado dos Santos; o Procurador Geral de Justiça, Luciano Casaroti,  a presidente em exercício da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Tocantins, Janay Garcia; o superintendente dos Defensores Públicos, Danilo Frasseto Michelin; e o secretário Chefe da Casa Civil, Rolf Vidal, representado o Governo do Estado. A sessão foi transmitida pelo canal do TRE Tocantins no YouTube.

 Eva Bandeira (ASCOM/TRE-TO)

Fonte: TRE – TO

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA

Deputado ingressa com mais um pedido de cassação contra Mauro Carlesse

Publicados

em

Deputado Junior Geo ingressou com a ação contra o governador afastado

O deputado Júnior Geo (PROS) apresentou na tarde desta sexta-feira, dia 26, um novo pedido de abertura de processo de impeachment contra o governador afastado Mauro Carlesse (PSL) junto à Assembleia Legislativa devido às acusações que levaram ao seu afastamento pelo Superior Tribunal de Justiça no último dia 20 de outubro, como organização criminosa, falsidade ideológica, corrupção, embaraço à investigação, lavagem de dinheiro, entre outros.

A decisão de aceitar ou não o pedido cabe ao presidente da AL, deputado Antônio Andrade (PSL). Ele está fora do Tocantins nesta sexta-feira, participando de um evento com outros sete deputados tocantinenses no Mato Grosso do Sul.

Este é o segundo pedido de cassação contra o governador afastado Mauro Carlesse. O primeiro foi protocolado no último dia 09, por Cleiton Pinheiro, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Tocantins junto à Aleto, mas que se encontra parado na casa de leis.

Geo afirma que as operações Éris e Hygea da Polícia Federal revelaram indícios da participação do governador em supostos desvios de recursos públicos do plano de saúde dos servidores públicos estaduais, antigo PlanSaúde e, obstrução de justiça utilizando servidores de cargos de confiança e direção para impedir a Polícia Civil do Estado de realizar investigações para apurar crimes de improbidade administrativa e danos ao erário público.

Leia Também:  Câmara de Colinas convoca Rabelo a esclarecer situação da gestão

O afastamento do governador pelo STJ tem prazo de seis meses. Atualmente, o governo do Tocantins está sendo exercido pelo vice-governador, Wanderlei Barbosa (Sem partido).

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA