PALMAS

POLÍTICA

Candidato a vereador fala sobre projetos

Luzimar Lopes (PRTB), 44 anos, um de seus projetos é fazer com que empresas adotem quadras poliesportivas para fomentar a prática de esporte por jovens que possam descontar no IPTU.

Publicado em

Entrevista com o pré-candidato a vereador em Palmas, Luzimar Lopes, para o Folha Capital.

 

Natural de Cristalândia/TO, Luzimar Lopes, tem 44 anos, é assessor jurídico do setor imobiliário, pré-candidato a vereador pelo PRTB, um dos partidos da base aliada da pré-candidata a prefeitura de Palmas e vice-governadora, Cláudia Lelis(PV). Com vários anos na militância política, membro de direção partidária, exerceu cargos públicos na Administração Estadual e Municipal. Mora em Palmas desde 1998, disputou 2 duas candidaturas a vice-prefeito na capital em 2012, e deputado estadual em 2014.

 

FOLHA CAPITAL – O QUE O SENHOR CONSIDERA QUE TEM DE DIFERENTE DOS POLÍTICOS TRADICIONAIS?

Luzimar – Queremos chegar à Câmara Legislativa para fazer de Palmas um lugar ainda melhor de se trabalhar e de viver. Vamos entrar nessa terceira eleição de cara limpa. Em todas as áreas de atuação pública vou procurar agir sempre com espírito público, sabendo que das minhas ações votos e projetos atingiram milhares de palmenses. A responsabilidade e o compromisso com o cidadão contribuinte em primeiro lugar, como parlamentar quero exercer o verdadeiro papel de vereador, que é fiscalizar realmente o erário público, escolhendo uma pasta (secretaria) que são muitas. Prestando conta por meio de relatório a cada seis meses, aos cidadãos, os entes de fiscalização, a imprensa, o parlamento, e próprio executivo.

 

FOLHA CAPITAL – O SENHOR TEM ALGUM PROJETO PARA PALMAS?

Sim. Um dos meus projetos que vai contemplar todos os cidadãos, como vereador e com apoio dos demais parlamentares e do executivo para aprovar esse projeto de Lei para Juventude, que é uma das propostas de campanha, de incentivar as crianças e jovens por meio do esporte, para o bem estar das futuras gerações. Nesse projeto cada empresário que adotar uma quadra de esporte do município de Palmas, e dá suporte nos projetos sociais nas modalidades futsal, voleibol e basquete, terá desconto de 100% no IPTU da empresa.

Leia Também:  Candidato a Deputado Federal ,Tiago Dimas confirma parceria com Ivory de Lira

 

FOLHA CAPITAL – QUAL SUA BASE DE APOIO?

A minha base de apoio é toda cidade. Como sou morador da região Norte de Palmas, e conhecida popularmente por Vila União, como cidadão contribuinte e eleitor, já fiz a minha contribuição na região da ARNO nas Quadras 32, 33 e 43 no projeto Guarda Guarteirão por monitoramento de câmaras e carros volante de apoio. Fui assessor colaborador juntamente com a Prefeitura de Palmas nesse projeto, fomos até o senador João Costa, ele colocou uma emenda no Ministério da Justiça para esse projeto, que tá sendo executado para combater o crime.

 

FOLHA CAPITAL – COMO O SENHOR VÊ A QUESTÃO DA EXPANSÃO DO PLANDO DIRETOR E IPTU?

Sou contra a expansão. O que tá precisando é uma adequação no Plano Diretor, para o cumprimento da função social da propriedade urbana, que é a maior premissa da Constituição Federal e o Estatuto da Cidade. Onde temos um vazio de lotes urbanos do Norte ao Sul da Palmas. Que tá servindo para retenção meramente especulativa, tanto pública como privado. Com relação ao aumento do IPTU de Palmas, previsto no art. 182 CF/88, ele tem que ser revisto o valor venal do imóvel, foi um aumento abusivo para cidadão contribuinte, eleito vereador vou defender a revisão.

 

Outro projeto de campanha que vai contemplar todos os cidadãos, como vereador e com apoio dos demais parlamentares e do executivo para ser aprovado esse projeto de Lei para Moradia Social. Cada empreendimento imobiliário que for lançado em Palmas, o empreendedor ou poder público terá que destinar cinco por cento dos lotes urbanos para moradia social. Nesses cinco por cento dos lotes urbanos para projeto social, o empreendedor não pagará IPTU, e estará cumprimento o princípio da função social de propriedade urbano.

 

A prefeitura ficará responsável pelo acompanhamento do projeto social dando suportes: cadastro dos cidadãos que tenha renda fixa, da iniciativa privada ou pública que não possui imóvel, engenharia, arquitetura, e assessoria jurídicas nos financiamentos bancários e com imóveis padronizados.

Leia Também:  Vilmar participa de inauguração de obras e natal solidário em Colméia

 

FOLHA CAPITAL – O SENHOR É CONTRA OU A FAVOR DA IMPLATAÇÃO BRT?

Sou plenamente contra esse projeto do BRT, fui o primeiro cidadão a criticar essa obra com recursos públicos, por meio das redes sociais. Quando relatei os fatos com base nos princípios constitucionais da proporcionalidade e razoabilidade tava certo no que falei. Essa obra só iria favorecer os fins depois de pronta, (privatizar a concessão pública), e não os meios que é o cidadão. Foi nesses princípios constitucionais que a Justiça Federal bloqueou os recursos para o projeto do BRT. Uma cidade com 250 mil habitantes, no momento com a crise econômica e com menos recursos, temos outras prioridades para o transporte urbano na capital.

 

O que tá precisando para o transporte público de Palmas, relato porque sou usuários desse transporte, aumentar as frotas de ônibus circulando das quadras para as estações. Os recursos arrecadados nas multas, pela Agência de Trânsito e Transportes deveriam ser investidos nas estações, dando qualidade de conforto para os usuários.

 

FOLHA CAPITAL – QUE PROJETO VOCÊ DEFENDE PARA GERAÇÃO DE EMPREGO E RENDA?

Sendo eleito vereador vamos propor parceria com os demais entes públicos, só será possível com a redução da carga tributário no país, em uma mobilização do parlamentares estaduais e municipais, bem como os gestores dos executivos municipais e estadual. Para pressionar os parlamentares no Congresso Nacional aprovar a Reforma Tributária. Assim, a prefeitura de Palmas tem como dá isenção fiscal ao empresário, com esses incentivos a nossa capital passa ao rol das cidades industrializada, gerando mais emprego e renda para os cidadãos.

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

POLÍTICA

Inscrições para cursos preparatórios se encerram nesta sexta-feira

Published

on

A Escola do Legislativo da Assembleia Legislativa do Tocantins (Aleto) segue até sexta-feira, 19, com inscrições abertas para os cursos preparatórios ao Enem (presencial) e concursos públicos e pré-vestibular (online). As aulas começam na próxima segunda-feira, dia 22.

Para inscrever-se no cursinho ao Enem, o interessado precisa procurar a Escola do Legislativo, no prédio da Assembleia, no período matutino. Já na modalidade EaD (Ensino à Distância), as inscrições poderão ser feitas até o próximo dia 19, pela plataforma www.escolalegto.com.br.

Na plataforma digital de ensino à distância, a Escola do Legislativo está disponibilizando vagas para 11 (onze) cursos totalmente gratuitos, com destaque aos cursos preparatórios para pré-vestibular, 130 vagas, e 80 vagas para concurso público.

Já para o curso presencial preparatório ao Enem em Palmas, são 180 vagas. Neste ano, a Escola do Legislativo vai ofertar também vagas para o curso presencial na cidade de Gurupi. As inscrições se encerram nesta sexta-feira, 19.

Atualmente, estão matriculados 1.100 alunos de 60 municípios do Tocantins. A iniciativa conta com a parceria das câmaras municipais, que são multiplicadoras nas comunidades e sempre buscaram apoio do Parlamento para capacitações e cursos de aperfeiçoamento.

Leia Também:  Servidores em greve vão pedir o impeachment de Marcelo Miranda

Egressos

O estudante de Jornalismo da Universidade Federal do Tocantins (UFT), Yuri Lipi, foi um dos alunos que fizeram o cursinho, e fez questão de motivar outros jovens em suas redes sociais. “Façam este curso, que é sucesso; passei para Jornalismo através dele, sem contar que os professores são os mesmos dos cursinhos particulares. Tudo grátis!”.

Ex-aluno do curso preparatório da Escola, Junio Souza também aprovou os resultados. “Eu indico: os melhores professores da capital estão dando aula lá. E outra coisa: é aberto ao público, então não perca essa oportunidade!”.

Geovanna também compartilhou em suas redes sociais as vantagens de fazer o curso. “Foi o cursinho gratuito que fiz durante uns meses antes da pandemia; grandes professores da rede particular deram aula lá. Portanto, indico a quem não tem condições de custear um privado”.

Fonte: Assembleia Legislativa do TO

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA