PALMAS

POLÍTICA

Defesa pede e julgamento de Raul é adiado para o dia 24

O julgamento está previsto para o dia em que começa a campanha de rádio e televisão.

Publicado em

O candidato a prefeito de Palmas Raul Filho (PR), da coligação “Coragem pra Fazer Diferente” solicitou ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) o adiamento do julgamento do recurso através do qual Raul tenta reverter a sua inelegibilidade, devido à sua condenação por crime ambiental, e acabou sendo atendido. O julgamento estava previsto para esta quarta-feira, dia 10, mas foi remarcado para o próximo dia 24.

 

A defesa do candidato alegou que o prazo é necessário para que os advogados de defesa possam analisar melhor os altos do processo e o julgamento nesta quarta poderia ocasionar prejuízos irreparáveis ao pré-candidato.

 

Inelegível

Raul Filho está inelegível desde 14 de abril, quando a Justiça Federal determinou o cumprimento da pena de Crime Ambiental, pelo qual ele foi condenado a 3 anos de prisão, mas teve a pena comutada para multa de R$ 50 mil. Mesmo assim ele foi atingido pela Lei da Ficha Limpa e, a não ser que seus recursos prosperem, ele continuará inelegível pelos próximos oito anos.

Leia Também:  ATM pede ao presidente Michel Temer votações favoráveis à bancada federal do TO

 

Outros nomes

Segundo fontes ligadas ao Partido da República e à campanha de Raul Filho afirmaram em condição de anonimato que existem poucas esperanças que a decisão pode ser revertida e já são debatidos abertamente os nomes que podem vir a substituir Raul Filho, entre os mais cotados estão o da sua esposa, Solange Duailibe (PR), do deputado federal Irajá Abreu (PSD) e do também deputado federal Carlos Henrique Gaguim (PTN).

 

“Quem quiser entrar no lugar de Raul tem que ter recursos próprios para bancar a campanha, já que não existe mais o financiamento empresarial e fora isso só sobram os recursos do fundo partidário”, afirmou uma das fontes.

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

POLÍTICA

Inscrições para cursos preparatórios se encerram nesta sexta-feira

Published

on

A Escola do Legislativo da Assembleia Legislativa do Tocantins (Aleto) segue até sexta-feira, 19, com inscrições abertas para os cursos preparatórios ao Enem (presencial) e concursos públicos e pré-vestibular (online). As aulas começam na próxima segunda-feira, dia 22.

Para inscrever-se no cursinho ao Enem, o interessado precisa procurar a Escola do Legislativo, no prédio da Assembleia, no período matutino. Já na modalidade EaD (Ensino à Distância), as inscrições poderão ser feitas até o próximo dia 19, pela plataforma www.escolalegto.com.br.

Na plataforma digital de ensino à distância, a Escola do Legislativo está disponibilizando vagas para 11 (onze) cursos totalmente gratuitos, com destaque aos cursos preparatórios para pré-vestibular, 130 vagas, e 80 vagas para concurso público.

Já para o curso presencial preparatório ao Enem em Palmas, são 180 vagas. Neste ano, a Escola do Legislativo vai ofertar também vagas para o curso presencial na cidade de Gurupi. As inscrições se encerram nesta sexta-feira, 19.

Atualmente, estão matriculados 1.100 alunos de 60 municípios do Tocantins. A iniciativa conta com a parceria das câmaras municipais, que são multiplicadoras nas comunidades e sempre buscaram apoio do Parlamento para capacitações e cursos de aperfeiçoamento.

Leia Também:  TRE-TO realizará 30 sessões ordinárias em maio e junho para atender às Eleições Suplementares

Egressos

O estudante de Jornalismo da Universidade Federal do Tocantins (UFT), Yuri Lipi, foi um dos alunos que fizeram o cursinho, e fez questão de motivar outros jovens em suas redes sociais. “Façam este curso, que é sucesso; passei para Jornalismo através dele, sem contar que os professores são os mesmos dos cursinhos particulares. Tudo grátis!”.

Ex-aluno do curso preparatório da Escola, Junio Souza também aprovou os resultados. “Eu indico: os melhores professores da capital estão dando aula lá. E outra coisa: é aberto ao público, então não perca essa oportunidade!”.

Geovanna também compartilhou em suas redes sociais as vantagens de fazer o curso. “Foi o cursinho gratuito que fiz durante uns meses antes da pandemia; grandes professores da rede particular deram aula lá. Portanto, indico a quem não tem condições de custear um privado”.

Fonte: Assembleia Legislativa do TO

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA