PALMAS

POLÍTICA

Estudantes do Colégio Frederico José Pedreira Neto se tornam Agentes da Democracia

Publicado em

POLÍTICA


Estudantes do Colégio Frederico José Pedreira Neto participaram, nesta quarta-feira (20/10), do projeto Agentes da Democracia – Formação de Eleitores e Políticos do Futuro. O evento foi realizado pela equipe da Escola Judiciária do Tocantins (EJE/TO) e da 29ª Zona Eleitoral de Palmas e contou com a participação de aproximadamente 150 alunos do 1°, 2° e 3° anos do ensino médio e professores.

Com programação pela manhã e tarde, o projeto promoveu na escola um bate-papo sobre ética, cidadania, eleições, importância do voto consciente e o papel de cada um na sociedade. Também foi abordado o tema “segurança do processo eleitoral e da urna eletrônica” e os estudantes receberam orientações sobre o atendimento on-line da Justiça Eleitoral.

“O evento demonstrou como funciona o processo eleitoral, as regras e como ocorrem as eleições, isso ajuda muito os jovens, que vão ingressar na vida como cidadão, como exercer a sua cidadania e isso é muito importante para a democracia, visto que a questão eleitoral trata de quem irá te representar e como isso será feito e essa escolha é muito importante e decisiva e por isso é importante ser debatida”, afirmou o aluno Alexandre de Araújo, do 2º ano.

Os estudantes ainda participaram de um jogo e em seguida foram chamados para uma votação simulada – momento em que usaram a urna eletrônica para votar para os cargos de presidente, governador, senador e deputados federais e estaduais.

“Ficamos muito gratos por esse trabalho aqui na escola porque tem uma importância muito grande na aprendizagem dos nossos estudantes, no sentido de desenvolverem a cidadania, a responsabilidade no ato do voto e entenderem a questão política do país e a importância da participação e responsabilidade de cada um”, destacou a diretora do colégio, Márcia Eline Kavalerski. 

Atendimento itinerante

Nesta quarta-feira (20/10) e na próxima segunda-feira (25/10) a equipe da 29ª ZE de Palmas realiza atendimento itinerante dentro do Colégio Frederico José Pedreira Neto. Os alunos interessados em tirar o título de eleitor podem procurar a equipe portando documento de identificação com foto (identidade, carteira de trabalho ou passaporte) e um comprovante de endereço atualizado (conta de água, energia ou telefone). Para os alunos do sexo masculino também é necessário apresentar o comprovante de quitação com o serviço militar.

Cronograma  

Ainda neste mês de outubro, o projeto Agentes da Democracia será realizado no Colégio Cristo Rei – 23ª Zona Eleitoral de Pedro Afonso (26/10) e na Escola Estadual Irmã Aspásia – 3ª Zona Eleitoral de Porto Nacional (27/10).  

Já no dia 4 de novembro o projeto será levado aos alunos do Colégio Ribeiro de Castro, em Palmas; no dia 9 ao Colégio de Rio Sono (23ª ZE); e no dia 10 de novembro ao Colégio Estadual Elizângela Glória Cardoso, também na capital. 

Gilsiandry Carvalho – ASCOM TRE-TO

Fonte: TRE – TO

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Otoniel comenta sobre emancipação de Luzimangues em inauguração de Comitê
Propaganda

POLÍTICA

Deputado ingressa com mais um pedido de cassação contra Mauro Carlesse

Publicados

em

Deputado Junior Geo ingressou com a ação contra o governador afastado

O deputado Júnior Geo (PROS) apresentou na tarde desta sexta-feira, dia 26, um novo pedido de abertura de processo de impeachment contra o governador afastado Mauro Carlesse (PSL) junto à Assembleia Legislativa devido às acusações que levaram ao seu afastamento pelo Superior Tribunal de Justiça no último dia 20 de outubro, como organização criminosa, falsidade ideológica, corrupção, embaraço à investigação, lavagem de dinheiro, entre outros.

A decisão de aceitar ou não o pedido cabe ao presidente da AL, deputado Antônio Andrade (PSL). Ele está fora do Tocantins nesta sexta-feira, participando de um evento com outros sete deputados tocantinenses no Mato Grosso do Sul.

Este é o segundo pedido de cassação contra o governador afastado Mauro Carlesse. O primeiro foi protocolado no último dia 09, por Cleiton Pinheiro, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Tocantins junto à Aleto, mas que se encontra parado na casa de leis.

Geo afirma que as operações Éris e Hygea da Polícia Federal revelaram indícios da participação do governador em supostos desvios de recursos públicos do plano de saúde dos servidores públicos estaduais, antigo PlanSaúde e, obstrução de justiça utilizando servidores de cargos de confiança e direção para impedir a Polícia Civil do Estado de realizar investigações para apurar crimes de improbidade administrativa e danos ao erário público.

Leia Também:  Elenil cobra agilidade para realização do concurso da PM do Tocantins

O afastamento do governador pelo STJ tem prazo de seis meses. Atualmente, o governo do Tocantins está sendo exercido pelo vice-governador, Wanderlei Barbosa (Sem partido).

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA