PALMAS

POLÍTICA

Luana apoia servidores e cobra negociação: “Falta gestão”

A deputada manifestou apoio aos servidores do Estado e professores que cobram do governo o pagamento retroativo da data-base de 2015 e de de 2016.

Publicado em

A deputada estadual Luana Ribeiro (PDT) manifestou apoio aos servidores do Estado e professores que cobram do governo o pagamento retroativo da data-base de 2015 e de  de 2016.  “Os servidores estão reivindicando um direito deles. E cabe ao governo negociar, antes que a greve tome proporções maiores e prejudique a população”, destacou Luana.

 

De acordo com o que foi divulgado pelo Sindicato dos Servidores Públicos do Estado do Tocantins (Sisepe), cerca de 30 mil servidores aderiram ao movimento paredista. Eles reivindicam a data-base 2015, que deveria ter sido paga, mensalmente, desde janeiro deste ano. Há  ainda a data-base de 2016, que corresponde ao índice de 9,8307% (INPC acumulado nos últimos 12 meses), segundo o Sisepe. “A situação é muito preocupante. Ao invés do diálogo e de negociar um direito com os servidores, o Governo do Estado toma uma atitude de lavar as mãos e esperar a greve acontecer, sem se preocupar nem com os servidores, nem com a população”, pontuou a parlamentar.

Arrecadação

Luana relembrou ainda que com a aprovação de um pacote de aumentos ano passado, o governo tem previsão de arrecadação de até R$ 160 milhões para os cofres públicos. Além disso,  a arrecadação tributária, segundo a Secretaria da Fazenda, fechou o mês de julho com R$ 197.204.460,21, um índice 6,27% acima da meta estabelecida para o mês. “Falta gestão do dinheiro público e nem os servidores, muito menos a população podem pagar o preço de uma má gestão”, concluiu Luana.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Vereador Filipe Martins critica cobrança de impostos em Igrejas de Porto Nacional
Advertisement

POLÍTICA

Inscrições para cursos preparatórios se encerram nesta sexta-feira

Published

on

A Escola do Legislativo da Assembleia Legislativa do Tocantins (Aleto) segue até sexta-feira, 19, com inscrições abertas para os cursos preparatórios ao Enem (presencial) e concursos públicos e pré-vestibular (online). As aulas começam na próxima segunda-feira, dia 22.

Para inscrever-se no cursinho ao Enem, o interessado precisa procurar a Escola do Legislativo, no prédio da Assembleia, no período matutino. Já na modalidade EaD (Ensino à Distância), as inscrições poderão ser feitas até o próximo dia 19, pela plataforma www.escolalegto.com.br.

Na plataforma digital de ensino à distância, a Escola do Legislativo está disponibilizando vagas para 11 (onze) cursos totalmente gratuitos, com destaque aos cursos preparatórios para pré-vestibular, 130 vagas, e 80 vagas para concurso público.

Já para o curso presencial preparatório ao Enem em Palmas, são 180 vagas. Neste ano, a Escola do Legislativo vai ofertar também vagas para o curso presencial na cidade de Gurupi. As inscrições se encerram nesta sexta-feira, 19.

Atualmente, estão matriculados 1.100 alunos de 60 municípios do Tocantins. A iniciativa conta com a parceria das câmaras municipais, que são multiplicadoras nas comunidades e sempre buscaram apoio do Parlamento para capacitações e cursos de aperfeiçoamento.

Leia Também:  ITAPORÃ: Zé Rezende na frente com 61% das intenções de voto contra 39% de Jonas

Egressos

O estudante de Jornalismo da Universidade Federal do Tocantins (UFT), Yuri Lipi, foi um dos alunos que fizeram o cursinho, e fez questão de motivar outros jovens em suas redes sociais. “Façam este curso, que é sucesso; passei para Jornalismo através dele, sem contar que os professores são os mesmos dos cursinhos particulares. Tudo grátis!”.

Ex-aluno do curso preparatório da Escola, Junio Souza também aprovou os resultados. “Eu indico: os melhores professores da capital estão dando aula lá. E outra coisa: é aberto ao público, então não perca essa oportunidade!”.

Geovanna também compartilhou em suas redes sociais as vantagens de fazer o curso. “Foi o cursinho gratuito que fiz durante uns meses antes da pandemia; grandes professores da rede particular deram aula lá. Portanto, indico a quem não tem condições de custear um privado”.

Fonte: Assembleia Legislativa do TO

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA