Farmacêuticos e a vacinação contra H1N1

É importante que a comunidade saiba que o H1N1 ou Influenza é um vírus que pode causar gripe mais severa em idosos, gestantes e pessoas com doenças crônicas ou imunodeficiências.
Dia 12 de maio é o dia “D” de vacinação contra Gripe H1N1 no Tocantins. Mas a vacinação no estado começou dia 16 de abril, com os trabalhadores da saúde. De acordo com dados da Secretaria Municipal de Saúde, a meta é imunizar mais de 319 mil pessoas em todo estado e já no Brasil, 60 milhões de pessoas devem receber a dose contra a doença. No país a imunização acontece desde o último dia 19 de abril e deve seguir até dia 01 de junho. A meta deste ano é vacinar 90% do público-alvo.
 
Este ano, os farmacêuticos entraram na primeira etapa de imunização já que estão lidando de forma direta com os pacientes. Um estudo realizado pela Associação Brasileira das Insdústrias Farmacêuticas aponta que a primeira atitude de mais de 80 milhões de brasileiros quando adoecem é procurar as farmácias. Por isso, é tão importante que os profissionais da área também procurem se imunizar neste primeiro momento.
 
É importante que a comunidade saiba que o H1N1 ou Influenza é um vírus que pode causar gripe mais severa em idosos, gestantes e pessoas com doenças crônicas ou imunodeficiências . Outros grupos para quem a vacina é indicada são puérperas (mulheres até 45 dias após o parto) ,indígenas ,presos, adolescentes que cumprem medidas socioeducativas e funcionários do sistema prisional. Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis, como diabetes e hipertensão,também podem ser imunizadas, desde que haja prescrição médica.
A vacina ofertada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) protege contra três tipos deste vírus. Em geral, são variações do vírus A (H1N1), A (H3N2) e B que mais circularam nos últimos meses. A proteção dura um ano. O objetivo é reduzir o número de hospitalizações e mortes devido à gripe.
 
Saiba mais
Principais sintomas da H1N1 * Febre acima dos 38 ºC; * Dores no corpo; * Dores de garganta e de cabeça; * Tosse seca; * Espirros; * Calafrios; * Fadiga ou cansaço.
 
Prevenção
* Beba bastante água, para que não haja acúmulo de secreção;
* Lave as mãos sempre com água e sabão e evite colocá-las no rosto e, principalmente, na região da boca;
* Se não puder lavar as mãos, carregue na bolsa um frasco de álcool em gel para esterilizá-las;
* Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, toalhas e copos;
* Evite o contato muito próximo com alguém infectado;
* Evite frequentar lugares fechados e com muitas pessoas;
* Mantenha hábitos saudáveis;
* Se achar necessário, use máscaras de proteção para não ficar em contato com gotículas contaminadas que estejam no ar;
* Vacine-se!

FAÇA SEU COMENTÁRIO