Jejum Intermitente: é ou não é uma boa alternativa?

E que fique claro que a melhor alternativa é sempre a reeducação alimentar! Boa sorte!
Quando o assunto é emagrecimento não faltam soluções imediatas e até dietas milagrosas. Uma que estão muito em foco no momento é o jejum intermitente que promete emagrecimento rápido por meio da redução de alimentos. Esta dieta se baseia na restrição de alimentos que contém carboidratos e pelo praticante ficar horas sem comer, em jejum. O período máximo pode ser de até 18 horas sem alimentos. Mas será mesmo que ela funciona mesmo? Olha segundo muitos especialistas sim. Esta dieta é capaz de reduzir quilos extras em pouco tempo. Mas, eles também reforçam que na maioria das vezes ela não é uma boa alternativa.
 
Isso por conta de alguns fatores. Um deles é o fato de que ninguém consegue viver eternamente em jejum. Outro é que ela pode trazer riscos a saúde do praticante. Os diabéticos, idosos e crianças não podem nem pensar em realizar algo do tipo. Porque precisam de nutrientes indispensáveis para manutenção da saúde deles. 
 
Já jovens podem até ter livre acesso para fazê-la, mas pode sofrer também com outros efeitos negativos, como por exemplo, o efeito rebote, onde se engorda muitas vezes até o dobro do que se emagreceu. Além disso, muitas dietas de jejum intermitente liberam o consumo apenas de proteínas e gorduras que em alguns casos pode aumentar os índices do colesterol ruim no organismo. Mas de acordo com eles a pior restrição que uma dieta desta pode trazer é de água, elemento essencial para funcionamento em ordem do corpo humano.
 
Se você está querendo perder peso está pode ser sim uma opção. Mas só faça com acompanhamento médico. E que fique claro que a melhor alternativa é sempre a reeducação alimentar! Boa sorte! 

FAÇA SEU COMENTÁRIO