Polícia Federal prende homem por pedofilia na cidade de Tabocão

Dez agentes cumpriram mandados contra suspeito de compartilhar conteúdo de pedofilia na cidade do interior do estado

A Polícia Federal no Tocantins deflagrou nesta terça-feira (23/03) a Operação “Athoótita” visando o cumprimento de medida de busca e apreensão e prisão preventiva no município de
Tabocão/TO. (continua abaixo)

Aproximadamente 10 Policiais Federais cumprem os mandados que foram expedidos pela 4a Vara Federal da Seção Judiciária no Tocantins.

A operação tem por objetivo o cumprimento de busca e apreensão, além de prisão preventiva expedidos no bojo de inquérito policial que investiga a prática de estupro de vulnerável (art. 217-A, do CP) e crimes de compartilhamento de pornografia infantil (art. 241-A do ECA), posse de pornografia infantil (art. 241-B do ECA) e possível produção de pornografia infantil (art. 240 do ECA).

A investigação iniciou-se após cooperação jurídica internacional com os EUA, que encaminhou reportes contendo pornografia infantil ao NURCOP/DRCC (Unidade Central da Polícia Federal de combate à pornografia infantil), em que se constatou a suspeita de compartilhamento de arquivos de mídia contendo pornografia infanto-juvenil. No endereço da pessoa relacionada aos fatos, houve reporte de pornografia infantil por meio da Interpol em razão do upload de vídeo pedopornográfico em site de conteúdo adulto.

A Operação foi denominada de “Athoótita” que significa inocência em grego, sendo alusivo ao fato de que o suposto criminoso se valia da inocência das crianças para satisfazer seus
desejos lascivos.

A Polícia Federal ressalta que, em razão da situação de pandemia da COVID-19 foi adotada uma logística especial de preservação ao contágio, com distribuição de EPI’s a todos os
envolvidos na missão, a fim de preservar a saúde dos policiais, testemunhas, investigados e seus familiares.

FAÇA SEU COMENTÁRIO