Moradores e comerciantes organizam manifestação pelo recapeamento da TO-020

Buracos são apontados como a principal causa de prejuízos e acidentes no trecho de 68 quilômetros da rodovia

Moradores, comerciantes e produtores que utilizam a rodovia TO-020 que liga Palmas a Aparecida do Rio Negro vão realizar na manhã desta segunda-feira, 03, uma manifestação em frente ao Posto Machado, na qual vão reivindicar o recapeamento do trecho de 68 quilômetros da rodovia. (continua abaixo)

Segundo os organizadores a rodovia tem um movimento diário de cerca de 1000 caminhões, além de carros de passeio, motos e até ciclistas, que utilizam a rodovia como área para a prática esportiva.

O péssimo estado de conservação da rodovia que está repleta de buracos tem sido apontado pelos manifestantes como a principal razão para prejuízos e acidentes fatais, o mais recente o no dia 21 de abril e que levou à morte de Maria dos Reis Freitas após a colisão entre uma caminhonete e um caminhão, no qual outras pessoas ficaram feridas

Os manifestantes querem ainda a construção de acostamento e a roçagem do capim às margens da rodovia, que segundo eles impede a visualização das placas de sinalização e serve como combustível para incêndios no período de secas que está prestes a começar.

Outra reivindicação dos manifestantes é a divulgação por parte da Agência Tocantinense de Transportes e Obras do processo de federalização da rodovia, que pode facilitar as obras reivindicadas por eles.

Os manifestantes alertam que é obrigatório o uso de máscaras e álcool em gel.

Resposta

Procurado por nossa reportagem a Agência Tocantinense de Transportes e Obras informou que na época em que a rodovia foi construída não houve a projeção para o tráfego intenso de caminhões que ocorre atualmente. “Isso, aliado ao intenso fluxo de chuvas, tem contribuído com a deterioração do pavimento”, afirmou.

Sobre as reivindicações dos manifestantes da Ageto disse que as equipes da agência estão atuando nas duas rodovias desde o mês de março. “Nos locais estão sendo desenvolvidos os serviços de tapa-buracos, limpeza do sistema de drenagem e roçagem. Os trabalhos acontecem de forma intensa, inclusive aos finais de semana e nos feriados, com objetivo de garantir a trafegabilidade do trecho. O Governo está trabalhando para garantir as condições das rodovias e assegurar a segurança dos usuários até que o DNIT assuma os trechos”, destacou a presidente da Ageto Juliana Passarin.

FAÇA SEU COMENTÁRIO