Cansados de esperar, moradores da 506 Norte resolvem reformar praça da quadra

Associação de moradores está utilizando recursos que sobraram de 2012 para reformar a praça, que é utilizada inclusive por moradores das quadras vizinhas

Márcio Rocha - Da redação

Os moradores da quadra 506 Norte, no Plano Diretor de Palmas são um exemplo de organização e perseverança. Ocupada desde a década de 1.990, até o ano de 2012 a quadra não tinha asfalto, praça ou qualquer outra benfeitoria.

Cansados de esperar pelo poder público os moradores se mobilizaram através da associação e conseguiram angariar R$ 700 mil para asfaltar a quadra. Mesmo assim o valor não seria suficiente para pavimentar toda a quadra. Então com muita insistência eles conseguiram que a prefeitura, ainda na gestão do ex-prefeito Raul Filho (PR) financiasse metade da despesa.

Com o dinheiro que sobrou os moradores resolveram através de assembleia construir uma praça, já que não havia qualquer opção de lazer nos arredores. Gastaram R$ 160 mil que havia sobrado do montante arrecadado e fizeram uma linda praça, com diversos equipamentos, como passarelas, iluminação, jardins, parquinho, quadra de areia e até uma academia ao ar livre, oferecendo esporte, lazer e bem-estar para jovens e adultos.

Com o passar dos anos e a deterioração da praça e seus equipamentos o espaço agora carece de uma reforma, que segundo o presidente da associação de moradores da quadra, Marcelo Marques Prado, não foi encampada pela prefeitura. A solução encontrada por eles foi sacar as últimas sobras do dinheiro arrecadado em 2012 que estava em uma aplicação financeira e utilizar para a reforma. “A Prefeitura, infelizmente, não olha por nossa quadra. Apesar da reforma ser uma responsabilidade do poder público nada foi feito nos últimos seis anos. Então, mais uma vez, decidimos pôr a mão na massa e tocarmos nós mesmos a reforma”, afirma Marcelo.

Segundo o presidente da quadra sequer o gramado da quadra foi reposto pela prefeitura, já que na época de seca parte do gramado sempre acaba morrendo. A poda das árvores teria sido realizada apenas uma vez nos últimos 10 anos. “Os moradores da 506 Norte se sentem lesados e injustiçados pelo poder público, que muito pouco fez por nossa quadra”, desabafa Marcelo, que afirma que nas quadras ao redor também não existe qualquer espaço de lazer o que acaba levando moradores da vizinhança a utilizarem o espaço.

Segurança
Um projeto da Associação de Moradores da 506 Norte é instalar câmeras de monitoramento na quadra, visando reduzir a quantidade de furtos e roubos. No entanto, o projeto, mais uma vez esbarra na falta de interesse do poder público, pois, segundo Marcelo, mesmo que os moradores arquem com a despesa do sistema de segurança, orçado em R$ 30 mil, ele precisa estar integrado com a Prefeitura de a Guarda Metropolitana, para que as autoridades se responsabilizem pela fiscalização.

FAÇA SEU COMENTÁRIO