Sindare realiza assembleia e critica secretário da Fazenda Sandro Henrique

Sindicato esteve reunido na sede da Sefaz para entregar ao Secretário, Sandro Henrique, as deliberações da Assembleia Extraordinária.

Nesta quinta-feira, 29, o Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual do Estado do Tocantins (Sindare) realizou a sua Assembleia Geral Extraordinária.

A participação foi grande e a reunião foi intensa e tensa, mas exitosa. Após tantos pontos debatidos e esclarecidos, ficou a sensação de que o atual secretário da fazenda Sandro Henrique está pouco se importando com a situação dos servidores do Fisco Estadual.

O governo como um todo age com descaso com pouco diálogo com a categoria dos Auditores Fiscais. Também não atende às nossas demandas mais imediatas. Em verdade, sequer cumpre a lei. Salários congelados desde 2011; REDAF congelado desde 2016; ação judicial transitada em julgado e em fase de execução que o poder executivo, por meio da PGE, posterga com argumentos os mais pueris e paradoxais.

Assim, foi deliberado, entre outras medidas, que estaremos a partir de agora em assembleia geral permanente; aguardaremos o governo até abril (primeiro quadrimestre de 2019) em relação ao teto remuneratório; faremos manifestações para a correção e pagamento imediato da diferença retroativa acumulada REDAF e para o pagamento (que pode ser negociado) da ação judicial transitada julgado.

Nesta manhã desde às 9h, a diretoria e demais filiados do SINDARE estão na sede da SEFAZ a fim de serem recebidos pelo secretário de fazenda, Sandro Henrique e entregarem ao mesmo as deliberações da Assembleia Geral Extraordinária. Se necessário, iremos também ao Palácio Araguaia.

FAÇA SEU COMENTÁRIO