PALMAS

PARCERIA

Palmas assina contrato para realizar 3.146 cirurgias de catarata

Publicado em

SAÚDE

Com previsão de realizar 3.146 cirurgias de catarata ainda neste ano, a Secretaria Municipal da Saúde (Semus) prossegue com o processo de contratação das empresas homologadas para realizar os procedimentos. Das oito empresas selecionadas, quatro assinaram o contrato e iniciaram o contato com os pacientes regulados na Capital e em outros 22 municípios do Tocantins. O investimento total é de R$ 2.903.097,34, oriundo de emendas parlamentares dos deputados federais Eli Borges e Célio Moura, e também da senadora Kátia Abreu.

Além da Capital, as cidades referenciadas são Aparecida do Rio Negro, Tabocão, Lagoa do Tocantins, Lajeado, Lizarda, Miracema do Tocantins, Miranorte, Novo Acordo, Rio dos Bois, Rio Sono, Santa Tereza do Tocantins, São Félix do Tocantins, Tocantínia, Bom Jesus do Tocantins, Centenário, Colméia, Goianorte, Guaraí, Pedro Afonso, Recursolândia, Santa Maria do Tocantins e Tupirama.

A catarata é uma doença dos olhos, que consiste na intransparência parcial ou total do cristalino. Pode ser ocasionada por diversos fatores, porém o envelhecimento é a causa mais recorrente da patologia, que é uma das principais causas de cegueira reversível no mundo. Deste modo, a resolução dos casos da doença é tipificada como uma demanda social relevante para saúde da população, por conta das mudanças que alteram a rotina diária dos cidadãos.

Leia Também:  SES realiza ação para captação de doadores de sangue e medula

Para ter acesso à cirurgia pelo Sistema Único de Saúde (SUS), os pacientes são encaminhados para cirurgia de catarata após consulta com médico oftalmologista. A porta de entrada é a Atenção Básica que encaminha o paciente para especialista que faz diagnóstico e indica o procedimento. As solicitações de cirurgias são encaminhadas para a Central de Regulação Municipal e autorizada conforme protocolos de regulação.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

SAÚDE

Profissionais do HGP são qualificados sobre cuidados paliativos e uso de acesso subcutâneo na assistência aos pacientes

Publicados

em

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) promoveu nesta sexta-feira, 24, o curso Cuidados Paliativos e o uso do acesso subcutâneo (hipodermoclise) na assistência aos pacientes, voltado para médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, farmacêuticos do Hospital Geral de Palmas (HGP).

A qualificação foi coordenada pelo Núcleo de Educação Permanente (NEP) em parceria com o Serviço de Cuidados Paliativos da unidade, na Escola Tocantinense do Sistema Único de Saúde (Etsus). “Nossa equipe se esforça diariamente para acolher da melhor forma as demandas de pacientes e familiares, com intuito de proporcionar alívio de sofrimento e que esse paciente possa viver o mais ativamente possível. É ofertada uma abordagem multiprofissional em todo o processo de assistência”, afirmou a médica paliativista e coordenadora do Serviço de Cuidados Paliativos do HGP, Jéssica Orsolin.

A especialista explica ainda que o trabalho busca respeitar sentimentos, valores, preferências e sentido de vida dos pacientes, para que as melhores decisões no cuidado sejam tomadas. “Focamos no cuidado de maneira individualizada, promovendo o alívio da dor e outros sintomas desagradáveis, integrando outras dimensões do cuidado, como a psicológica, social e espiritual. Oferecendo um sistema de suporte que possibilite o paciente viver tão ativamente quanto possível ao lado de seus familiares até o momento da sua partida”, informou.

Leia Também:  SES promove ações de prevenção e orientação sobre o diabetes

A farmacêutica da Unidade de Cuidados Intensivos (UCI), Izabel Ferreira dos Santos, participou pela primeira vez. “Acho de grande valia esse curso. Temos a oportunidade de conhecer um pouco mais da realidade dos pacientes paliativos. Somos uma equipe e podemos contribuir no tratamento e na qualidade de vida desses pacientes”, concluiu.

Outra profissional presente foi a enfermeira da oncologia, Amanda Moraes, que avaliou a capacitação como importante para profissionais. “Vem trazer conhecimento para que possamos desempenhar da melhor forma possível e oferecer um bom atendimento ao usuário”.

Educação permanente

A responsável pelo NEP, Vanessa Salgado, explica que a atuação do núcleo nesse processo visa qualificar a assistência prestada ao paciente. “A capacitação colabora com a missão de levar ações de educação permanente aos nossos colaboradores. Essa ação tem um grande potencial frente ao colaborador, por se aproximar da realidade da assistência, levando atendimento às suas necessidades de qualificação”, declarou.

Serviço de Cuidados Paliativos

O Serviço de Cuidados Paliativos do HGP se tornou referência para pacientes de todo o Estado. O setor conta uma equipe multiprofissional qualificada na assistência composta por médicos, assistentes sociais e enfermeiro, recebendo apoio de outros profissionais de saúde.

O Serviço de Cuidados Paliativos do Hospital Geral de Palmas se tornou referência para pacientes de todo o Estado – Luciana Barros/Governo do Tocantins

Leia Também:  O governador em exercício do Estado do Tocantins, Wanderlei Barbosa, recebeu o Título de cidadão honorífico de Gurupi

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA