PALMAS

SAÚDE

Tocantins participa do lançamento da campanha Vacina Mais

Publicado em

O Tocantins participou do lançamento da campanha Vacina Mais, lançada nesta quarta-feira, 29, em Brasília-DF. O incentivo à vacinação em massa, em todo o país, é iniciativa do Conselho Nacional de Saúde (CNS), do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) e da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS). 

O objetivo da campanha é “ajudar na melhoria desse cenário e somar aos esforços que vêm sendo realizados em âmbito comunitário por gestores e trabalhadores de saúde, a campanha Vacina Mais levará informação clara, atraente e precisa a diferentes públicos sobre a segurança, importância e efetividade de todas as vacinas disponibilizadas pelo SUS [Sistema Único de Saúde] no Calendário Nacional de Vacinação”, afirmou o presidente do Conass, Nésio Fernandes.

O secretário de Estado da Saúde, do Tocantins, Afonso Piva, que esteve no evento ao lado do presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Tocantins (Cosems-TO), Rondinelly da Silva e Souza, afirmou que: “O evento de hoje é histórico para o país, pois visa resgatar a confiança da população nas vacinas. A baixa vacinação em todo o país é uma realidade e o Tocantins não difere disso. Portanto, esta união de forças entre órgãos e instituições é extremamente importante para continuarmos a salvar vidas, por meio dos imunizantes”, afirmou o secretário.

Leia Também:  No Dia Mundial da Luta Contra a Malária, Secretaria da Saúde alerta população para prevenção à doença

Afonso Piva acrescentou que “o Tocantins tem mais de 300 salas de vacinação, todas abastecidas de imunizantes que combatem mais de 30 doenças. As vacinas são seguras, dentro dos prazos de validade e as equipes técnicas são treinadas para acolher a população. Minha família está imunizada e já tenho agendada a quarta dose contra a covid-19 para amanhã”. 

“As vacinas são um bem público mundial e elas mantêm a população saudável. Por meio delas, a varíola foi erradicada do mundo [em 1980] e a região das Américas foi a primeira do planeta a eliminar doenças como poliomielite [em 1994]; rubéola e síndrome da rubéola congênita [em 2015] e tétano neonatal [em 2017]. A união de todos os presentes neste evento é importante para ampliar o alcance das vacinas disponíveis pelo SUS, em todos os municípios brasileiros”, destacou a médica e representante da Organização Pan-Americana da Saúde no Brasil, Socorro Gross.

Dados

No Brasil, dados do Ministério da Saúde (MS) apontam que, de 2015 a 2021, o número de crianças vacinadas com a primeira dose contra a poliomielite caiu de 3.121.912 para 2.089.643. Já para a terceira dose, no mesmo período, os números reduziram de 2.845.609 para 1.929.056.

A imunização insuficiente já resultou no retorno do sarampo ao Brasil (40 óbitos de 2018 a 2022) e, no Tocantins, dados da Gerência de Imunização da Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO), até 27 de junho, das 148.746 pessoas (crianças e trabalhadores da saúde) que deviam ter sido imunizadas, apenas 52.181 foram vacinadas. Ainda no Estado, a vacinação contra a influenza segue também abaixo, do total de 516.917 a vacinar, apenas 208.751 foram a uma sala de vacinação.

Leia Também:  Saúde realiza o 1° Seminário do Câncer de Cabeça e Pescoço

Quanto à covid-19, o Estado já recebeu 3.241.055 e distribuiu 3.046.635 aos 139 municípios tocantinenses, que já aplicaram 2.573.027. Atualmente, o Tocantins está com 65,46% da população vacinada.

PNI

Dados do MS apontam que o Programa Nacional de Imunizações (PNI) fará 50 anos em 2023 e disponibiliza cerca de 300 milhões de doses anualmente e tem cerca de 38 mil salas de vacinação distribuídas pelo território nacional para que as pessoas possam se imunizar e exercer seu direito à saúde e à vida.

Afonso Piva, ao lado do presidente do Conass, Nésio Fernandes; e do presidente do Cosems no lançamento da Vacina Mais – SES/Governo do Tocantins

Tocantins representado no lançamento da campanha Vacina Mais – SES/Governo do Tocantins

Fonte: Saúde – GOV TO

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

SAÚDE

Clínica de reabilitação Luz passa a atender pacientes com plano de saúde Servir

Published

on

A clínica de reabilitação Luz passa a atender pacientes que possuem o Plano de Assistência à Saúde dos Servidores do Estado do Tocantins (Servir). Estão disponíveis para esses pacientes cobertura de todos os serviços ofertados pela Clínica, como tratamento de reabilitação para com dependência química e/ou transtorno mental do Tocantins e de outros estados.

Com capacidade de atender 70 pessoas, a Clínica de Tratamento Luz dispõe de uma equipe multidisciplinar, composta por psiquiatras, psicólogo, enfermeiros, terapeuta ocupacional, farmacêutico, educador físico, pedagogo, assistente social e apoiadores espirituais, que oferecem a recuperação para dependentes químicos e etilistas por meio de tratamento humanizado.

De acordo com o diretor administrativo da unidade, José Américo Júnior, a adesão ao plano de saúde é extremamente positiva, pois amplia o atendimento às pessoas que necessitam de tratamento. “Somos altamente qualificados e especializados em tratamentos de saúde mental, então, ampliar a oferta desse atendimento é ampliar também a possibilidade de pessoas recuperadas”, afirmou.

Internação

Ainda de acordo com o diretor, a internação no espaço ocorre de três formas: internação involuntária, compulsória e voluntária. As alternativas terapêuticas são definidas a partir da avaliação de cada caso e visam oferecer uma melhor qualidade de vida aos pacientes atendidos.

Leia Também:  Dor de garganta se torna mais comum com a variante Ômicron

Para mais informações, interessados devem entrar em contato com o espaço por meio dos telefones (63) 9 9111-1444 ou (63) 9 8150-4161. Ou ainda pelo e-mail [email protected] ou https://clinicarecuperacaopalmas.com.br/.

Clínica Luz

Considerada uma das maiores e mais bem estruturadas clínicas de tratamento do Tocantins, a Clínica Luz atua na internação de dependentes químicos e/ou pessoas que convivem com transtornos mentais decorrentes de dependência de crack, álcool ou outras drogas. O local é acolhedor, repleto de natureza ao seu redor, com asseio e cuidados.

As dependências, compostas por dormitórios, banheiros, cozinha e refeitório, áreas de lazer e convivência, lavanderia, área de laborterapia e lazer (horta, pomar e piscina) apresentam condições de higiene, organização, convivência e segurança, de acordo com as normas da Política Nacional de Saúde Mental. Ademais, os móveis estão adequados para o espaço e o estoque de alimentos é satisfatório.

A clínica foi aberta em julho de 2020 e tem sido referência na recuperação de pessoas em uso abusivo de álcool e outras drogas no estado do Tocantins e em outros estados do País.

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA